Coisas que são inevitáveis de pedir pro marido, mas que ele odeia fazer

11 jul

Sabe aqueles “favorezinhos” da vida conjugal? Compartilho uns com vocês.

Amor, lava essa louça enquanto eu tomo um banho?!

Pega minha toalha/escova de dentes?! (gritando debaixo do chuveiro)

Acabou o papel!!!!

Acabou o sabonete!!!

Mexe essa panela aqui enquanto guardo a louça?!

Acende o forno?

Você pode ir untando o tabuleiro?

Leva o lixo pra baixo?

Amor, já deitei mas esqueci meu celular…

Traz água?

Faz um pão pra mim?

Passa na farmácia e traz modess?

Me pega no ponto de ônibus?

Me ajuda a estender essa roupa?

Vc pode passar o aspirador na casa amanhã?

Molha as plantas, por favor?

Me ajuda a carregar essas coisas?

Vamos fazer uma faxina no armário no sábado?

Posso ficar com o carro amanhã?

Troca aquela lâmpada ali?

Quando você pode instalar o chuveiro?

Preciso fazer 2 furos nessa parede…

Você pode ir trocando a roupa de cama?

Guarda essas coisas na geladeira pra mim?

Corta o tomate enquanto corto a cebola?

Lava a panela de pressão, por favooooor?

Tira aquela verdura podre da geladeira?

Aiii uma barata!

Passa no banco amanhã?

e muito maissss! Quem lembra de outros?

Eu sei que fazemos muita coisa para dar em troca. Mas que devemos agradecer aos maridos que temos… O meu é um super-marido. Além de fazer tudo sem reclamar, ele ainda oferece ajuda sem eu pedir! Mas eu sei que ele odeia quando eu peço, ou quando aceito hahhahhhaha!

Te amo, Vivs!

20120711-223207.jpg

Anúncios

Ohnnn…

29 jun

Olha que ação legal!

Casar tá na moda

27 maio

Encontrei essa matéria no Diário Catarinense de hoje e achei pertinente para dar uma atualizada no Bendito!

“Casar voltou à moda e com direito à equipe de produção de até 200 pessoas

Perguntada sobre qual é a tendência do segmento de casamentos hoje, a produtora Mari Ferraz responde que é simplesmente tudo
Divulgação / RBS TV
Os produtores de evento estão explorando um mercado que estava meio fora de moda, mas que agora voltou em grande estilo – o casamento. Em Santa Catarina, nos últimos oito anos, o aumento no número de casamento oficiais foi de 37,3%. No Brasil, esse índice chegou a 36,7%, segundo dados do IBGE.

As novas festas não são nada discretas e, quando são, também custam caro. Afinal, discrição exige elegância que exige investimento. No fim das contas, os produtores de eventos e profissionais que trabalham neste mercado agradecem.

Lica Paludo trabalha há 12 anos com produção de eventos em Santa Catarina e há seis percebeu a forte demanda das celebrações de casamento. Isto depois de passar, ela mesma, pela experiência de casar. Hoje, na produtora, os lucros dos matrimônios ficam atrás somente dos eventos corporativos, que ainda ganham em quantidade.

Casamento é uma festa que envolve muito sentimento. É um ritual e um evento para a vida. Trabalhar com casamentos é um bom negócio. Trata-se de uma área nova e promissora — disse Lica.

A produtora diz que a tendência, hoje, é fazer a celebração em lugares inusitados, cada vez mais fora da igreja, e em torno de um tema, tudo para tornar a festa única. Ela já organizou um casamento inspirado na Costa Amalfitana, na Itália, para onde o casal cliente havia viajado. Fez outro sobre a também italiana Sardenha. Um temático, com o título Jardim Encantado, e outros à beira-mar e em fortalezas da Ilha.

Para Lica Paludo, o item que não pode faltar nos casamentos mais sofisticados é o alinhamento entre todos os detalhes do tema da produção, desde o início até o final da festa. A produtora pensa até no tamanho do altar e nas luzes cênicas ideais para as filmagens do casamento.

Organizar uma celebração leva, no mínimo, seis meses na Lica Paludo Produções. Mas o ideal é que o casal reserve um ano para preparar tudo. A equipe tem 10 funcionários permanentes, e 40 terceirizados para cada casamento. Na hora da festa, até 200 pessoas trabalham. Perguntada sobre qual é a tendência do segmento de casamentos hoje, a produtora Mari Ferraz responde que é “simplesmente tudo”.

Aos que querem economizar, mas não muito

Para os meros mortais, porém com algumas posses, as novidades da indústria mais procuradas atualmente são as cabines fotográficas, que saem por R$ 2,8 mil para 200 convidados, bartenders que preparam drinks diferentes, interagem com os convidados e animam a festa por R$ 2,2 mil a equipe. E ainda pares de havaianas para todas as mulheres convidadas que cansarem de dançar com o salto alto. Cada par custa R$ 5,50.

Mari, que trabalha há oito anos com casamentos, afirma que a celebração não é mais um evento pequeno, mas uma atração. Hoje, diz ela, os noivos querem que os convidados se divirtam muito e que, principalmente, lembrem do seu casamento como uma festa perfeita, em que a comida era a mais saborosa, com a melhor música e no lugar mais bonito”.

Aaaaarrrrrrghhhh!!!

14 abr

Não sei o que está conspirando contra meus posts!

Passo horas preparando ótimos posts e não sei se é o wordpress, o computador, ou sei lá o que, que faz com que meus posts sejam publicados sem nenhum conteúdo.

Espero que essa crise passe logo porque já estou ficando irritada de saudades do Bendito!!

Não me abandonem!!!

Já já…

7 abr

Gente!

Um post quentíssimo está sendo produzido e já já estará no ar para qualquer um se inspirar e se deliciar!

Enquanto isso, continuemos a comer chocolatinhos que graças à generosidade do Sr. Coelho, chegaram com antecedência!

Boa Páscoa a todos!

E de vez em quando passem por aqui.

Voltei ao ar e preparo surpresas!!!

20120407-224427.jpg

Começou!

28 fev

8h: aula
13h: dar aula
18h: casa
18h50: em casa
Cozinhar: Feijão, Arroz, Iogurte
20h: Malhar
21h: Temperar o feijão, fazer uma carne, terminar o yogurte e preparar a marmita
22h: Comer
22h15: Tomar um banho quente
22h30: Ver uma tvzinha
23h30: Cochilar no sofá
Escovar dente, tomar remédio, botar despertador, ligar o ventilador e deitar
Meia noite: começar a pegar no sono.

Essa é a rotina atual. Fora as rotas, as ruas que passo, os horários, sempre iguais.

Mas no fim de semana tem como variar!

Afilhada/madrinha/afilhada

25 fev

Chegou a minha vez de ser madrinha! Trocamos figurinhas e uma das minhas madrinhas vai se casar em mesmo estilo.
Mesmo local, mesmo horário, mesma cerimonialista entre outras coisitas mais, serviram como um presentão pra nós dois. Significa que a energia que passamos foi realmente maravilhosa assim como sentimos. Que o nosso amor inspirou e alegrou.
E a minha esperança como madrinha, agora, é que Aninha e Ronaldo também recebam a graça de ser ainda mais feliz pós casamento! Mais amor, mais prosperidade…
E ainda para completar: o vestido, comprado como o meu, chegou ontem, no dia do meu aniversário!!! E também coube certinho, ela amou!!!

%d blogueiros gostam disto: